Sabes... é tão bom sentir-me amada!! É a melhor sensação do mundo. Mas mais do que amar-te é ter a certeza de que sou parte da tua fel...

Mais de ti, por favor!

quarta-feira, março 08, 2017 MeiaLeca 0 Comments


Sabes... é tão bom sentir-me amada!! É a melhor sensação do mundo. Mas mais do que amar-te é ter a certeza de que sou parte da tua felicidade também. É conseguir atropelar a tristeza, porque sofrer, com todo o afeto que tu me dás, não é preciso. É conseguir ver no teu olhar que até vives bem sem mim, mas não queres. E essa é a parte mais fascinante nesta jornada que é amar-te: tu não precisas dizer que me amas. Pela forma como te despedes de mim todas as manhãs para ir para o trabalho, na forma como sorris quando chegas a casa, na forma como me beijas com ternura sem hora de partida, me abraças com todas as tuas forças, na forma como me falas, me pedes, agradeces e, mesmo nas vezes que não estás comigo, eu sei. Eu simplesmente sei que sou a mulher mais sortuda da galáxia. Tu sabes que fazes de mim uma pessoa melhor, sempre, a cada dia que passa. Fazes-me sentir amada e, sobretudo, verdadeiramente importante na vida de alguém. Na tua.

Se conseguisses decifrar cada batimento do meu coração saberias que ele só bate forte por ti. E não poderia ser diferente. Só tu é que já me viste no pior, lavada em lágrimas, desmotivada, sem vontade de conversar, rabugenta. Só tu é que já me viste descabelada, com uns quilinhos a mais, com maquilhagem borrada a dançar debaixo do chuveiro a sentir-me a pessoa mais sexy do mundo (só que não!😅). Só tu é que já me viste com as minhas "obsessões-compulsivas-hipocondríacas", com as minhas manias, inseguranças, medos, noites mal dormidas e até com ciúmes. Só tu conseguis-te despir a minha alma por completo e abraçá-la sem medos. Mesmo nos dias mais frios. É tanto o que tu me dás... Tanto.

Agora sei que amar-te é receber sem saber, realmente, o que foi que eu fiz para merecer um amor sem tamanho. Só peço mais de ti, por favor! Quero continuar a saborear este amor até torná-lo eterno. Quero continuar a amar-me-te de mãos dadas enrugadas que caminham pelas ruas logo pela manhã. Até à velhice das tardes cansadas de domingo e às segundas frustradas.



0 comentários: