... nunca te disse nada de mim. Não te falei de como gosto de cantar, nem cantei todas as minhas palavras disfarçadas de ondas par...

Das coisas que não disse...

terça-feira, novembro 21, 2017 MeiaLeca 0 Comments


... nunca te disse nada de mim.

Não te falei de como gosto de cantar, nem cantei todas as minhas palavras disfarçadas de ondas para que não as reconhecesses como minhas.

Não te falei de como gosto de sonhar. É a sonhar que eu pinto a minha vida com as minhas cores preferidas. É a sonhar que eu faço dos meus medos o trampolim para voar ainda mais alto e que vejo novos horizontes. Sonhar é, provavelmente, o único labirinto da vida que eu sei que consigo sair.

Não te falei de como gosto de dançar, nem em como embalo as tristezas depois de tropeçar nas pernas do mundo.

Nunca te falei das alegrias que as paredes do meu coração escondem, nem que deixo as portas abertas para quem já me magoou.

Nunca te falei que sou aquilo que ainda quero ser, e quero muito mais. Quero acima de tudo que os sonhos não me faltem para que eu possa ser sempre melhor.

Não te falei que há tanto de mim no meu silêncio, nem em como o meu melhor sorriso consegue esconder aquilo que mais me atordoa.

Não te falei que trago em mim tudo o que sinto, mas nem sempre sabes o que falo a sós comigo.

Nunca te falei que tenho um medo gélido de te amar e de que a vertigem desse amor me faça desequilibrar neste mundo invejoso.

Não te falei que tem dias que as minhas asas não voam mais. Não que eu tenha encerrado os meus passos no céu, mas sim porque descanso o voo sem pressa de nuvens.

Não falo nada de mim, porque tu não precisas saber. Talvez porque tu nunca erras no olhar do meu silêncio e nunca esperas pelo meu grito.

Não te falo nada de mim, porque tu não esperas que eu saia debaixo dos trovões para me mostrares o que é o amor.


***

Se gostaram, *partilhem* sem moderação e *ponham like 👍* na minha página do Facebook para não perderem o próximo post.

💜



0 comentários: